O consumo regular do queijo ajuda a reduzir risco de hipertensão

Durante muito tempo os queijos foram alvo de críticas por serem considerados prejudiciais devido ao alto teor de gordura que muitos deles apresentam, mas estudos recentes das universidades dos Estados Unidos e da Dinamarca mostraram que os queijos são benéficos para a saúde.

Por ser um produto lácteo à base de leite, o queijo é uma excelente fonte de proteína. Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Queijos (ABIQ), uma fatia grossa de queijo tipo mussarela (30g) tem cerca de 6,7g de proteína. Esta quantidade é semelhante a um copo de leite e representa 30% da necessidade diária de proteínas recomendadas para uma dieta de duas mil calorias.

Outro benefício encontrado são os minerais essenciais como cálcio, fósforo, selênio, zinco e sódio, além das vitaminas A, B2, B12, D e K2 que ajudam a prevenir a osteoporose. Nos queijos são encontrados as gorduras trans que são benéficas - quando consumidas com moderação - para nosso organismo.

Neste estudo os pesquisadores comprovaram que o consumo regular de queijo ajuda a reduzir o risco de hipertensão, que é uma das principais causas de doenças cardiovasculares e um dos principais motivos de morte da sociedade brasileira.